BLOG DO PORTAL ESCUDO
Modernização e simplificação começam a transformar o eSocial.

Modernização e simplificação começam a transformar o eSocial.

 Alterações no novo sistema do eSocial prometem facilitar e agilizar processos considerados retrógrados, simplificando as informações de saúde e segurança no trabalho (SST).

 Não haverá, no entanto, mudanças que impactem na experiência do usuário e desenvolvedor. O que se garante é que facilitadores do processo serão implantados e o trabalho ficará menos burocrático.

 Nesta primeira fase a mudança mais significativa é a alteração de grupos e campos “obrigatórios na condição” para apenas “facultativos”. Além do cancelamento de vários campos e preenchimentos, eventos inteiros foram dispensados, como mostra a Nota Orientativa 19/2019.

A primeira fase de simplificações marca apenas o início de uma série de mudanças. Construções maiores estão em desenvolvimento e as novas diretrizes serão divulgadas assim que estiverem consolidadas.

 Na segunda fase, as atualizações começam com:

 – A eliminação completa de muitos eventos;

– Mais de 500 campos do leiaute;

– Eliminação do NIS;

– Exclusão das informações do banco de horas;

– Disponibilização de tabela de rubricas padrão para qualquer empresa;

– Unificação de prazos para envio dos eventos;

– Simplificação dos eventos de remuneração (S-1200) e pagamentos (S-1210);

– Não exigência de dados já constantes em outras bases;

– Simplificação das informações de Segurança e Saúde no Trabalho – SST e;

– Implantação do módulo Web Simplificado para micro e pequenas empresas.

 Todas estas mudanças visam descomplicar burocracias enfrentadas por empregados e empregadores, além de garantir que o que está sendo cobrado é útil e necessário para todos os processos.

Deixe uma resposta

Fechar Menu