BLOG DO PORTAL ESCUDO
Blended Learning: o que é e 5 vantagens de usá-lo na área de SST

Blended Learning: o que é e 5 vantagens de usá-lo na área de SST

Quando falamos de educação corporativa é muito comum ver uma polarização ou para o ensino presencial ou para o EaD. Porém, no meio dessa discussão, é importante lembrar de uma terceira opção: o blended learning (semipresencial). O modelo, que une o ensino presencial e digital, se vale da tecnologia para desenvolver uma forma alternativa de auxiliar a educação corporativa e os treinamentos – obrigatórios ou não.

Leia mais:

Mesmo que o termo ainda seja pouco usado no Brasil, a verdade é que o blended learning pode ser muito eficiente, especialmente para quem precisa treinar a área de saúde e segurança do trabalho. Para prestadores de serviço SST o modelo híbrido de ensino é ainda mais importante. Isso porque ele vem de encontro aos itens 1.6.1.3, 1.6.9 e 1.6.9.1 da Nova NR1 – Portaria 915, de 30 de julho de 2019.

Capacitar seus colaboradores através do blended learning pode significar uma otimização maior do tempo de capacitação, além de um maior envolvimento e engajamento dos alunos. Dessa forma, as empresas também conseguem unir o útil ao agradável: treinamentos mais flexíveis e rápidos, dentro da lei e com ensino de qualidade.

O que é blended learning?

Também chamado de ensino híbrido, semipresencial ou b-learning, essa modalidade educacional mistura aspectos online e offline para conseguir melhores resultados dos alunos. Isso porque eles acabam engajando com maior facilidade no ensino misto.

Embora ainda seja um conceito novo aqui no Brasil, o blended learning é tão antigo quanto o EaD e remota a época dos cursos por correspondência. No entanto, o boom da modalidade se deu com os avanços tecnológicos e a popularização de plataformas de gestão de aprendizagem, o LMS.

Dessa forma, o blended learning está unindo o melhor dos dois mundos, como a praticidade e facilidade ao acesso de conteúdos do EAD e possibilidade de trocas de experiências pessoalmente do ensino presencial, para oferecer uma modalidade de ensino mais engajadora. E que busca driblar as dificuldades apresentadas por cada um dos modelos.

Blended learning no SST

Nós bem sabemos da importância de garantir que os treinamentos da área de saúde e segurança de trabalho estejam de acordo com a legislação. Afinal de contas, ninguém quer ficar à mercê de multas e passivos trabalhistas. Dessa forma, o blended learning acaba sendo uma das melhores opções para a capacitação em SST. Além disso, a NR 1 prevê a possibilidade dos treinamentos de SST serem feitos a distância. No entanto, cada curso deve seguir as diretrizes de sua Norma Regulamentadora específica. O que significa que, em alguns casos, o treinamento deve ser semipresencial, já que algumas NRs exigem o treinamento prático presencial.

Sendo assim, o modelo blended learning é capaz de entregar o treinamento teórico através de EAD, otimizando o tempo de capacitação dos colaboradores e oferecendo ferramentas mais engajadoras e propícias para a absorção do conhecimento, deixando apenas a parte prática para o ensino presencial.

Tudo que você precisa saber sobre SST para EAD para iniciar seus treinamentos na modalidade blended learning.

5 vantagens no uso de blended learning para as empresas

Além do benefício de atender à Norma Regulamentadora 1, o blended learning também traz outras vantagens para a empresa, que vão desde o custo benefício das ações de treinamento em SST até a experiência do colaborador com a organização. Portanto, continue lendo para saber mais! 👇

1 – Maior engajamento

O modelo blended learning une o dinamismo das atividades digitais e as presenciais como palestras, aulas práticas, workshops e outros. O que tende a ser bem mais atrativo, além disso, deixa a aprendizagem mais fluída e menos maçante.

Nessa modalidade de ensino também é possível aplicar o modelo de aprendizagem ativo flipped classroom, ou sala de aula invertida. Nele, o colaborador recebe uma preparação teórica antes da atividade de aplicação prática, como aconteceu com os treinamentos semipresenciais em SST, o que favorece o engajamento do participante.

2 – Otimização do custo x benefício

A otimização acontece porque o mesmo conteúdo pode ser aplicado de forma online e presencial. Dessa forma, ao lidar com o formato digital há economia em diversos campos, como por exemplo: não precisar locar um auditório para as aulas ou pagar passagem para colaboradores de outras filiais se deslocarem até o local do treinamento.

Assim é possível reduzir custos com as atividades de treinamento teóricos e otimizar o investimento que será feito para a capacitação prática, que deve ser desempenhada de acordo com as especificações de cada Norma Regulamentadora.

3 – Elimina distâncias e barreiras

Com o conhecimento teórico já aplicado, as chances de todos os participantes estarem em equilíbrio na aprendizagem é bem maior. Ou seja, é mais provável que o nível de conhecimento dos alunos seja o mesmo.

Dessa forma, quando chegar a hora de aplicar o exercício prático em SST, os colaboradores já terão compreendido o conteúdo teórico. Assim, existirá uma sintonia maior na realização da atividade, seja em equipe ou individual – o que também colabora para a otimização do tempo e da aprendizagem.

4 – Reduz trabalhos burocráticos

Como a ideia do blended learning é mesclar o online e o offline, as empresas que optam por essa modalidade acabam adotando o famoso LMS, uma plataforma de gestão de aprendizagem.

E com essa integração do sistema é possível fazer, por exemplo, a automatização do acompanhamento do aluno, da emissão de certificados e mesmo enviar uma notificação sempre que o aluno perder um prazo ou quando uma atividade estiver encerrando. Além disso, ajuda a manter o controle sobre a validade dos certificados e facilitar o acesso ao projeto pedagógico de cada treinamento em SST para fins de fiscalização.

5 – Maior efetividade

Pessoas diferentes aprendem de diferentes formas. Sendo assim, ao combinar os modelos de ensino, as chances de oferecer um treinamento mais propício para o tipo de aprendizagem de cada colaborador aumenta.

Assim, ao possibilitar diferentes ambientes para o treinamento, com ferramentas diversas que apoiam e estimulam a aprendizagem, absorver o conhecimento dos cursos de SST acaba sendo mais fácil para os colaboradores.

Que tal usar blended learning na sua empresa?

Agora que você já conhece as vantagens do modelo blended learning para treinamentos SST, fique atento ao contratar fornecedores de treinamentos. Já que a empresa que não prover o treinamento para os colaboradores de acordo com o Anexo II da NR-1, infringirá a legislação. O que significa que a certificação não terá validade, além de que a empresa trabalhará de forma irregular e passível de penalidades.

O Portal Escudo é a plataforma de treinamentos focados em SST mais completa do mercado e a primeira a oferecer treinamentos EaD e semipresenciais em conformidade com a legislação. Conheça nosso sistema e descubra tudo que ele pode fazer pelo seu negócio. Solicite agora uma demonstração com um dos nossos especialistas.

solicite uma demonstração para iniciar suas ações com blended learning

Deixe uma resposta

Fechar Menu