BLOG DO PORTAL ESCUDO
SEP: saiba tudo sobre o trabalho em Sistema Elétrico de Potência

SEP: saiba tudo sobre o trabalho em Sistema Elétrico de Potência

No Sistema Escudo, alguns dos cursos mais populares são o de NR 10. Nessa área, temos o curso de NR 10 – Trabalho com Eletricidade (Básico e reciclagem) e o treinamento de NR 10 – SEP (Sistema Elétrico de Potência). Apesar de seguirem a mesma norma regulamentadora, existem algumas diferenças entre os dois e é sobre isso que vamos falar hoje!

Leia mais:

Entende-se o Sistema Elétrico de Potência como um conjunto de grandes sistemas de energia. Ou seja, que envolvem centrais elétricas, subestações de transformação e de interligação, assim como linhas e receptores ligados eletricamente. Um conjunto relacionado tanto a geração, quanto a transmissão e a distribuição de energia elétrica.

Por se tratar de sistemas de energia, também são regidos pela NR 10. Isso porque a atividade precisa envolver trabalhadores altamente capacitados para a função. Portanto, vamos entender um pouco mais sobre SEP?

Quais são as etapas do Sistema Elétrico de Potência?

Para compreender o SEP e, consequentemente, a cadeia de serviços, profissionais e normas – principalmente em relação à NR 10 – que giram em torno dele, é preciso conhecer as quatro etapas do Sistema Elétrico de Potências:

  • Primeira etapa do SEP: se dá na geração. Ou seja, a captação da energia em fontes primárias e a transformação em energia elétrica.
  • Segunda etapa do SEP: é a transmissão. Quando se conduz a energia produzida para os centros de consumo por meio de linhas de alta tensão.
  • Terceira etapa do SEP: a tensão é reduzida para níveis mais seguros em subestações rebaixadoras. Depois, novamente reduzida para a utilização em equipamentos elétricos, fases que compõe a etapa de distribuição.
  • Quarta etapa do SEP: utilização da energia elétrica em seus diversos meios de consumo.

Curiosidade: 80% da geração de energia elétrica no Brasil se dá a partir de hidrelétricas.

A complexidade do Sistema Elétrico de Potência

Embora um parágrafo pode ser o suficiente para resumir o Sistema Elétrico de Potência, sua complexidade, conforme a própria Norma Regulamentadora 10 já coloca, requer muito estudo para compreender e ainda muito mais para se trabalhar com serviços relacionados.

Para o consumidor usual, talvez não fique tão clara a quantidade de processos operacionais que ocorre no meio desta cadeia. No entanto, ao trabalho com o Sistema Elétrico de Potência e sua capacitação, é preciso entender que ele envolve:

  • Construção e manutenção da infraestrutura;
  • Manutenção de equipamentos de geração de energia;
  • Linhas de transmissão;
  • Operação tanto de maquinário quanto de sistemas;
  • Medição dos índices de energia.

Além disso, o SEP também pode envolver as atividades no entorno que influenciam em seu trabalho, como poda de árvores e desmatamento das faixas de servidão.

Para se ter uma ideia, não só da complexidade, mas dos riscos que acarreta o trabalho nestas diferentes fases do SEP, a Lei nº 12.740 de 2012, que estabelece critérios para a caracterização de atividades laborais perigosas, determina que a exposição do trabalhador ao contato com energia elétrica lhe confere o direito ao adicional de 30% de periculosidade.

Por isso entende-se a importância de capacitar os profissionais para esses serviços seguindo as diretrizes da Norma Regulamentadora 10. Assim é possível prepará-los e prevenir acidentes e doenças relacionadas ao trabalho.

Baixe o kit de conformidade e garanta a segurança do seu curso de Sistema Elétrico de Potência

O que diz a NR 10 sobre o Sistema Elétrico de Potência?

Não à toa, a NR 10 existe para regulamentar a atuação de empresas – e seus profissionais – nesta cadeia de serviços elétricos de ponta a ponta. Ela estabelece procedimentos, requisitos e exige qualificação e atualização constante para garantir a segurança de trabalhadores e usuários, além da integridade do próprio sistema.

A empresa atuante no Sistema Elétrico de Potência deve seguir as regras estabelecidas por esta Norma Reguladora. A NR 10 exige, por exemplo, que as empresas devem elaborar e manter Prontuários das Instalações Elétricas (PIE), relatórios de inspeções e utilizar técnicas de análise de risco.

Ainda de acordo com a NR 10, os serviços que interajam com a SEP não podem ser realizados individualmente. Portanto, devem ter ordens de serviço específicas com data e local, análise prévia das condições de trabalho e planejamento dos procedimentos, entre outras etapas e requisitos. Todos devem ser cumpridos e são muito importantes para garantir a segurança dos profissionais.

Trabalhadores no SEP: condições de trabalho e qualificação

Por se tratar de um sistema de alta periculosidade, como elenca a NR 10, é preciso também falar dos trabalhadores que atuam com o SEP. Neste sentido,  a empresa é obrigada a fornecer equipamentos de proteção individual (EPIs), inclusive com vestimentas adequadas a condições extremas as quais o profissional pode ser exposto, como inflamabilidade e condutividade.

A NR 10 determina que também é de responsabilidade da empresa garantir a qualificação dos trabalhadores. Nesta questão ela é muito clara: todo trabalhador que lidar, em algum ponto deste complexo sistema, com tensões acima de 1000 volts em corrente alternada ou 1500 volts em corrente contínua, entre fases ou entre fase e terra, deve realizar curso com o mínimo de conteúdo, carga horária e especificações constantes no Anexo II da NR-10.

Outra exigência da NR 10 é que além dos cursos Básico e Complementar com carga horária mínima de 40 horas, os trabalhadores devem passar por reciclagens bienalmente. Assim, garantem sua atualização com os procedimentos e normas de segurança. É relevante destacar que esta qualificação não é somente importante para os trabalhadores, mas sim obrigatória.

Curso de NR 10 – Segurança no Sistema Elétrico de Potência do Portal Escudo

Atendendo as demandas do mercado, recentemente o curso de NR 10 – SEP do Portal Escudo passou por uma atualização. Com isso, buscamos entregar melhorias em todas as áreas do treinamento, visando maior interação, dinamismo e facilitando a absorção do conhecimento por parte dos alunos.

Sendo assim, apresentamos 3 principais mudanças no nosso curso:

  1. Todo o conteúdo foi revisto e redistribuído em 6 novos módulos, completamente digitais e interativos;
  2. Os conteúdos revisados foram aprofundados em alguns assuntos mais relevantes e focados no SEP;
  3. Dispõe de novos módulos SEP, onde o aluno aprende sobre o Sistema Elétrico de Potência através de aulas interativas e dinâmicas.

Também é importante lembrar que mesmo com as atualizações, o curso de NR 10 SEP segue em conformidade com a legislação. Ou seja, atende aos requisitos exigidos pela NR 1 para treinamentos EaD e semipresenciais. Além disso, o treinamento foi atualizado usando referências pedagógicas do Design Instrucional, Taxonomia de Bloom e a Teoria de Contingência por Reforçamento, conforme explicamos abaixo:

  • Design Instrucional: funciona através da construção de qualquer material de aprendizagem, já que é um conjunto de técnicas, métodos e recursos que podem ser usados pelos alunos do EaD no processo de aprendizagem.
  • Taxonomia de Bloom: estrutura hierárquica de organização dos objetos educacionais cuja classificação dividiu as oportunidades de aprendizagem em 3 domínios principais: o cognitivo (aprendizagem intelectual), afetivo (aspectos de sensibilização de gradação de valor) e psicomotor (execução de atividades que dependam do sistema motor).
  • Teoria de Contingência por Reforçamento: referente a análise e compreensão dos comportamentos e sentimentos humanos e de todos os instrumentos necessários para influenciá-los.

Fora isso, o treinamento de NR 10 SEP atualizado também conta com fórum de aprendizagem, material de apoio, aprendizagem interativa, animações e ilustrações 3D e quizes de fixação do conhecimento.

Como anda a capacitação em NR 10 – SEP na sua empresa?

Agora que já esclarecemos como curso de Segurança no Sistema Elétrico de Potência se diferencia dos treinamentos de Segurança na Instalação de Serviços com Eletricidade, você está por dentro de todos os riscos aos quais os profissionais são submetidos durante a execução dessas tarefas.

Assim, podemos perceber a importância de seguir as normas regulamentadoras para as atividades elétricas. Especialmente no que diz respeito ao tipo de capacitação necessária para a execução de cada atividade com segurança e responsabilidade.

Somente assim é possível oferecer capacitações de qualidade, que visam resguardar a integridade física dos trabalhadores. Por isso, é importante oferecer treinamentos completos, em conformidade com a legislação e que levam a sério a segurança. Como os que temos no Sistema Escudo. Preencha o formulário abaixo e solicite uma demonstração da plataforma!

Solicite um orçamento para sua empresa

Deixe uma resposta

Fechar Menu