BLOG DO PORTAL ESCUDO
Treinamentos de prateleira ou próprios: qual o melhor investimento para prestadores de serviços SST?

Treinamentos de prateleira ou próprios: qual o melhor investimento para prestadores de serviços SST?

Imagine comigo: o aniversário de um amigo está chegando e você quer presenteá-lo com uma camiseta do time preferido dele. Você tem duas opções: comprá-la diretamente na loja ou, então, adquirir os tecidos, contratar uma costureira e estampar as informações. Ufa! O exemplo pode parecer meio exagerado, mas quando falamos de treinamentos de prateleira ou próprios no SST, é mais ou menos por aí.

Leia mais:

Isso porque você tem a opção de escolher um fornecedor com os treinamentos prontos para a revenda ou, então, investir nos seus próprios. O que significa um alto investimento em tecnologia, além de todos os cuidados necessários para atender a NR 1, seja a respeito das diretrizes sobre a plataforma ou o desenvolvimento do conteúdo e sua aplicação.

Se parece muita coisa, é porque é! Mas a verdade é que cada empresa possui demandas específicas e, por isso, a escolha dos treinamentos que serão ofertados deve ser feita tendo em mente o seu público-alvo e o perfil dos seus clientes. Portanto, separamos algumas informações indispensáveis para te ajudar a fazer essa escolha. Para saber mais, é só continuar lendo!

O que são treinamentos de prateleira

Lembra do exemplo que usamos no começo do texto? Ele é meio exagerado mesmo, mas ilustra bem o que é e qual a diferença entre os treinamentos de prateleira e os próprios para quem presta serviços na área de SST. Especialmente ao mostrar a diferença entre comprar algo pronto e construir do zero.

Os treinamentos de prateleira são aqueles que você adquire prontos para a revenda por um valor X e que normalmente tem um custo bem inferior em relação aos treinamentos próprios.

No entanto, existe uma diferença quando falamos em treinamento de prateleira para a educação corporativa de modo geral em comparação com os cursos prontos para a área de saúde e segurança do trabalho. Isso porque, no SST, os treinamentos normativos precisam estar em conformidade com a legislação.

Ou seja, sendo treinamentos de prateleira ou próprios, todos são obrigados a seguirem as diretrizes dispostas na NR 1. Assim, não é raro que os o conteúdo dos cursos – comprados prontos ou não – tenha várias semelhanças, uma vez que não é possível escolher apenas alguns pontos das NRs para cumprir.

Sendo assim, antes de adquirir os treinamentos de prateleira para a revenda, é necessário conferir se esses treinamentos realmente seguem a legislação, do contrário tanto o prestador de serviço quanto o cliente ficam vulneráveis.

Dúvida sobre os treinamentos de prateleira para SST? Acesse o nosso guia!

Treinamentos próprios

Como mencionamos acima, todos os treinamentos normativos para a área de Saúde e Segurança do trabalho precisam seguir as diretrizes da NR 1. O que significa que, para que você esteja agindo em conformidade com a legislação ao desenvolver seus próprios treinamentos, eles precisam:

  • Ser oferecidos dentro de um AVA/plataforma LMS;
  • Promover a interação entre os objetos de aprendizagem e o aluno;
  • Possuir conteúdo desenvolvido por especialistas nas NRs especificas e em EaD;
  • Oferecer suporte para o aluno durante todo o período de realização do curso;
  • Registrar logs dos alunos;
  • Efetuar avaliações com conceito de satisfatório e insatisfatório.

Mas esses são apenas alguns pontos que os treinamentos de SST precisam cumprir para terem validade perante a legislação. No entanto, existem muitas outras diretrizes. Para ficar por dentro você pode acessar o nosso Kit da Conformidade e baixar as checklists que te ajudam a fazer a validação.

Também é importante ficar atento as ferramentas usadas para oferecer os treinamentos normativos. Por exemplo, como a NR 1 determina que seja feito um registro do curso, dos logs dos alunos e das avaliações, não é possível efetuá-los por ferramentas de videoconferência como Microsoft Teams, Google Meets, Zoom e outras semelhantes, uma vez que elas não oferecem o registro e a catalogação dessas informações.

Será que você deve investir em Treinamentos de Prateleira para SST?

As vantagens dos treinamentos de prateleira para a educação corporativa são inegáveis. Especialmente por oferecerem material criado por especialistas e auxiliar equipes menores, que nem sempre conseguem abraçar toda a demanda de desenvolvimento que essas ações exigem. Além disso, esses cursos também ajudam com:

  • Disponibilização: os treinamentos ficam disponíveis imediatamente após a compra ou após a implantação da plataforma (como é o caso do Sistema Escudo), encurtando o tempo entre identificar a demanda, encontrar a melhor solução e oferecer o curso para os clientes.
  • Menor custo: como os treinamentos já estão prontos e são vendidos em larga escala, seu investimento é bem menor do que o custo do desenvolvimento de um treinamento do zero.
  • Cultura do e-learning: como sua disponibilização é mais rápida, é possível aumentar o catálogo de cursos disponíveis para os clientes, fomentando a cultura do e-learning.

Na educação corporativa, ainda, é possível perceber um certo ônus nos treinamentos de prateleira, no que diz respeito a personalização de acordo com a demanda das empresas, que não existe ao falarmos da área de SST. Isso porque os cursos normativos devem seguir as orientações da NR 1 sobre conteúdo e capacitação.

Sendo assim, o conteúdo desses cursos, sejam eles de prateleira ou próprios, não se prendem tanto a demanda específicas das empresas, mas sim as orientações das NRs. Portanto, a grande diferença costuma aparecer na forma como os materiais de ensino são construídos.

Além disso, por possuírem uma distribuição em larga escala, os treinamentos de prateleira conseguem viabilizar um investimento maior em tecnologia e recursos interativos (como figuras 3D, simuladores, módulos gamificados, jogos corporativos) ao mesmo tempo em que absorvem o custo dessa produção, permitindo que os parceiros façam uma revenda de alto valor agregado a preços competitivos.

Você ainda não oferece treinamentos EaD aos seus clientes?

O ano de 2020 provou que é necessário estar sempre pronto e aberto para mudanças. E isso não é diferente para os prestadores de serviços SST. A transformação digital chega para todos e é indispensável estar pronto para atender a demanda dos seus clientes conforme dita o mercado, certo?

Então o que você está esperando para começar a oferecer treinamentos EaD para os seus clientes de SST? Em dois anos o Sistema Escudo já ajudou a capacitar mais de 10 mil pessoas através de uma plataforma digital e em conformidade com a legislação. São mais de 55 treinamentos de prateleira no nosso catálogo para a revenda. Conheça a nossa plataforma! Clique no banner abaixo e agende uma demonstração.

Solicite uma demonstração e conheça como funcionam os nossos treinamentos de prateleira!

Deixe uma resposta

Fechar Menu